NOVO GOODYEAR EAGLE F1 ASYMMETRIC 3

gdynot

 

O Eagle F1 Asymmetric 3 promete uma distância de travagem 2,6 metros mais curta em estradas molhadas.
A Goodyear anunciou, esta segunda-feira, o lançamento do seu novo pneu de Verão, o Eagle F1 Asymmetric 3 .

Segundo o fabricante, este pneu de desempenho ultra elevado (UHP) oferece uma distância de travagem mais curta em estradas secas e molhadas, visando ajudar os condutores a manter o controlo e a disfrutar da viagem.
De acordo com a Goodyear, os primeiros êxitos obtidos em testes da gama Eagle com excelentes prestações de travagem, resposta e controlo, tanto em seco como conduções de chuva, assim como o seu reconhecido historial como equipamento original, tornam-no na melhor opção premium da marca.

Em comunicado, o fabricante sublinhou que o segmento de pneus de desempenho ultra elevado está em crescimento, sendo expectável que esta tendência continue com uma taxa de crescimento anual entre 2015 e 2020 superior a 3%. Neste período de tempo, espera-se que o mercado cresça mais de nove mil unidades, essencialmente por via do crescimento do parque automóvel nos segmentos de veículos C, D e E (carros médios, executivos, grandes e de luxo), que estão a ser cada vez mais equipados com pneus com classificação UHP3.

O Eagle F1 Asymmetric 3 da Goodyear pretende redefinir o desempenho dos pneus para potentes berlinas e carros desportivos, bem como as expectativas dos seus condutores, tendo sido feitos esforços significativos no sentido de optimizar o pneu do ponto de vista de segurança e desempenho. Mais de 36.000 horas de trabalho de engenharia foram dedicadas ao desenvolvimento deste pneu, incluindo mais de 5.000 testes, 1.200 testes na estrada e 3.800 em cinco centros de teste localizados em cinco países, cobrindo 330.000 quilómetros.

Características do Eagle F1 Asymmetric 3

Segundo a Goodyear, uma característica crucial do Eagle F1 Asymmetric 3 é a tecnologia activa de travagem (“Active Braking Technology”) que aumenta a superfície de contacto e a aderência, reduzindo assim a distância no momento de travar.
Além disso, com a “Grip Booster Technology”, o novo composto garante um aumento de aderência no movimento e na travagem e conta com uma resina adesiva que proporciona um forte agarre, reduzindo a distância em travagem e melhorando o manuseamento em superfícies secas e molhadas.

A nova tecnologia de construção reforçada (“Reinforced Construction Technology”) visa aumentar a precisão da condução e a durabilidade, graças a uma estrutura mais leve e resistente que melhora a circulação, o comportamento em curva, o desgaste do piso e a eficiência de combustível.

O teste independente realizado pela TÜV Süd4 encomendado pela Goodyear confirmou os principais pontos fortes do pneu. Os resultados mostram que o Eagle F1 Asymmetric 3 oferece uma distância de travagem 2,6 metros mais curta (uma melhoria de desempenho 9% superior) em estradas molhadas do que a média dos três principais concorrentes. A distância de travagem em estradas secas é 1,3 metros mais curta (desempenho 4% superior) e o Eagle F1 Asymmetric 3 demonstra um desempenho em estrada molhada 4% superior à média dos três concorrentes principais. Os resultados mostram igualmente uma resistência ao rolamento 10,9% superior do que a média dos três principais concorrentes e o pneu possui o segundo melhor comportamento de resistência ao rolamento das marcas de pneus testadas.

“Estamos muito satisfeitos pelo facto de o teste da TÜV confirmar que o Eagle F1 Asymmetric 3 da Goodyear obteve excelentes resultados de travagem, sobretudo nas situações mais complicadas como sucede com a chuva”, afirmou Alexis Bortoluzzi, director de Marketing de pneus de turismo na EMEA da Goodyear, acrescentando: “No fim de contas, a travagem é a primeira necessidade do consumidor, e particularmente importante para os condutores de carros de elevado desempenho”.

O novo Eagle F1 Asymmetric 3 estará disponível em 41 medidas, de 17 a 20 polegadas, a partir do corrente mês de Janeiro, ficando a gama completa com a maioria dos tamanhos até Março de 2016.

Fonte: LusoMotores 13.01.2016